18
11/13

Nunca soube guardar dinheiro, mas sempre soube gastar muito bem. Também sei negociar como ninguém. Quando criança, dava um jeito de conquistar o meu lanche na hora do recreio vendendo lindos adesivos para os alunos. Vendia mais barato que a vendinha de doces e a banca de jornal e pronto, todos os coleguinhas compravam de mim. Isso rendia pelo menos um Cheetos e um DipnLik!

Cresci e resolvi colocar em prática a minha habilidade em pesquisar e barganhar em um mercado que não entendo nada: troca de moedas. Cheguei no dilema de todo mundo que viaja: meu deus, qual é a casa de câmbio mais barata? Como eu faço para obter a melhor cotação? Como não deixar uma vida ao trocar reais por dólares? (ou qualquer outra moeda). Bem, aí vão alguns toques:

 

 

Fique de olho em sites de economia e negócios
É uma chatice? Sim. Você tem que entender tudo sobre BOVESPA e Dow Jones? Não.
A ideia é simples: quando for viajar e começar a pensar em comprar dólares, entre em sites do gênero e leia as notícias sobre a alta ou queda do dólar. Sempre há especulações sobre quanto tempo a moeda vai ficar no topo e quando ela vai cair.

 
O dólar caiu. Compro agora?
Olha, não compare o dólar com a sua vida sexual, que tende sempre à queda. Compare com a sua vida amorosa. Tem seus altos e baixos, e o melhor é investir quando está em caindo, pra subir novamente e “aquecer a moeda”. Em outras palavras: não espere o momento certo. Compre pelo menos um pouco quando notar que ele caiu. (o dólar, só pra esclarecer)

 
Nossa, que chatice, só quero comprar essa merda de moeda. Não tem um jeito mais fácil?
Tem, sempre tem. Quando você estiver a fim de finalmente comprar dólares, entre em vários sites, ligue para diversas Casas de Câmbio e bancos que trocam moedas. Quando você encontrar a menor cotação do dólar de turismo, mesmo que o lugar não fique tão perto da sua casa ou trabalho, entre em contato com uma que fique mais perto e diga o valor que encontrou. Como tecnicamente você vai trocar um valor alto, ninguém vai querer perder a venda, né? Vão chegar pelo menos no câmbio que você encontrou e talvez até role um delivery grátis.

 

E você, já se deu bem ou se deu mal com essa história de câmbio?

(Câmbio. Desligo.)

 

 


Comentários




© 2013 brunoernica.com                                                    Ilustração por Zé Mário.                                             Programação por Bárbara.