01
04/13

Daqui a um mês vou para Buenos Aires, também conhecida como Praia Grande da nova classe média, por não ser um destino tão caro. Para se ter ideia, eu comprei com três meses de antecedência e acredite, ir para o Rio de Janeiro ficava mais caro do que BsAs, principalmente em questão de hotel. Infelizmente ficar bem localizado no Rio sai uma bagatela um tanto quanto impraticável. Além disso, indo para Buenos Aires, dá pra passar no Free Shop, comprar muambas e ser emergente com estilo!

Fui ano passado para lá, no Carnaval, e não consegui fazer tudo o que gostaria de ter feito, por isso estou voltando. Para me guiar da última vez, usei uma série de aplicativos para celular, como mapas offline e guias da cidade (pra não ficar perdido e não ser enganado por taxistas), conversor de moeda (para ter ideia de preços de roupas e refeições) e dicionário (vou até que bem no espanhol, mas ano passado quase morri tentando descobrir como se falava “isqueiro” e o dicionário me ajudou).

Bem, aí vão algumas dicas:
­
GOOGLE MAPS OFFLINE (iPhone / Android)

Esse “truque” é bem conhecido, mas vale à pena mencionar. Poucos sabem mas o app do Google Mapas armazena em cache alguns pedaços do mapa, ou seja, dá pra usuar o aplicativo mesmo offline! O GPS do celular também não para, então ele funciona muito bem. Para armazenar o mapa, procure um local com Wi-Fi (no hotel sempre tem e em alguns restaurantes também) e dê zoom nas regiões que você pretende passar. Conforme o mapa é carregado, ele ficará armazenado. Para ter certeza que o mapa está guardadinho em cache, coloque o cel em “Modo Avião” e teste para ver quais áreas estão salvas e pronto, já pode desbravar a cidade!
­

TRUE MAPS BUENOS AIRES (iPhone)

Aí você leu essa história de cache, armazenamento offline e todas essas frescuras e sentiu preguiça. Ok, então tem um app mais prático, o True Maps (ou Buenos Aires – Offline Map). É só baixar o aplicativo e pronto, o mapa de Buenos Aires estará disponível pra você! O legal do True Maps é que você também pode consultar as linhas de metrô de Buenos Aires e ver lugares para comer, beber, dançar e todas essas coisas de praxe para turistas! A versão completa sai por US$ 4,99 e te dá a opção de mapa em 3D e traçar rotas (tudo offine também).
­

BUENOS AIRES MAP AND WALKING TOURS (iPhone)

Você não fez nada com agência de viagens, não quis pagar um guia e muito menos um city tour, mas adora a magia de desbravar os lugares? Esse app tem diversos roteiros offline, como os que contam a história de BsAs, de Palermo, Recoleta e atrações imperdíveis. Está em inglês, mas é muito bom para se ter ideia de onde ir.
­

BUENOS AIRES CITY GUIDE TRIPADVISOR (Android)

O app da TripAdvisor reúne mapas offline, dicas de tours e avaliações dos usuários (essa parte só online). Um mix dos dois apps acima!
­

BUENOS AIRES SUBWAY (iPhone / Android)

Mapa do metrô de BsAs. Simples, offline e útil!

CURRENCY (Android / iPhone)

Aí você ouve todo mundo dizer “em Buenos Aires tudo é muito mais barato” e acha que pode sair comprando o mundo. Bem, não é assim. Usei bastante esse app para converter Peso Argentino em Real, para saber onde de fato eu estava economizando!

DICIONÁRIO BY FARLEX (iPhone / Android)

Com esse app você consegue baixar diversos dicionários, em diversos idiomas, para usar offline. Assim, você não vai passar vergonha pedindo “presunto” no lugar de “jamón”.
­

 Depois que eu voltar, farei um post com dicas sobre o que fazer por lá! \o/

 


2 comentários



  • http://twitter.com/dontcallmeariel Bárbara

    Adoro seus posts de utilidade pública, já salvei este porque pretendo fazer algumas viagens aqui pela América do Sul quando nascer rica e preciso de nortes, BA é um dos lugares que pretendo visitar <3

    • brunoernica

      Obrigado, gatinha! ♥
      Olha, todo mundo imagina que Buenos Aires é caro, mas não é! Paguei com taxas R$ 550, ida e volta! E hotel lá não sai caro também!
      E vá, pois lá é maravilhoso! *-*


© 2013 brunoernica.com                                                    Ilustração por Zé Mário.                                             Programação por Bárbara.