27
02/13

Não adianta. Não tem vídeo, não tem post, não tem tweet, não tem fama que dure uma Internet inteira. O bordão do momento vai ser morto aos poucos pela próxima gracinha que está por vir. Se um dia você deu risada ao comer um sanduíche por causa de Ruth Lemos e o sanduíche-íche-íche, hoje provavelmente não se lembra mais dela e gagueira só se for a de David Brazil. Ser cutucado no Facebook te lembra flerte, putaria, e não alguém bêbado que fala “tucuta”. Ninguém está mais preocupado se mataram a formiguinha. Que dóPara nossa alegria, a risada da Suellen perdeu a graça, assim como o Crazy Frog. Talvez o repórter gostosinho continue sendo jornalista, talvez o pai da garota embriagada tenha matado mesmo a menina.  O Trenzinho Carreta Furacão agora é apenas uma lembrança divertida e provavelmente as pessoas mais novas na rede mundial de computadores não sabem o que é Chocolate Rain. Se você já tomou bons drinks e quis fazer algo de diferente com Luisa Marilac, provavelmente não vai querer mais. E que se dane Luiza, que está no Canadá! Ninguém sabe mais nada dela, coitada. Não querem saber mais de Luizas, só de Inês, que por enquanto é Brasil, e já já vai ser de qualquer lugar, menos da internet. Os presidiários dançando Michael Jackson de hoje é o Gangnam Style de amanhã, que por sua vez será o Harlem Shake do dia seguinte.

A internet vai te esquecer. A fama também.


Comentários




© 2013 brunoernica.com                                                    Ilustração por Zé Mário.                                             Programação por Bárbara.