16
11/11

As vizinhas passam. A filha da Marieta acabou de sair de um carro estranho, que não é o do namorado dela. Estava de saia curta (oferecida, em outras palavras). Seria melhor não comentar com ninguém, mas a dona Zenaide passou e não tinha como não falar.

Seu Marcos anda de cueca samba-canção (sem cueca por baixo) na rua. A filha dele está grávida novamente. É o 3º filho em três anos. A mulher está com depressão, aparentemente. Dava para ver uma tarja preta pela transparência da sacola da farmácia. Ou eram preservativos para a filha, que está precisando mesmo.

A morfética da Suzane parou no portão da Marta, que está em casa, mas vai fingir que não está, pois está devendo o dinheiro do trabalho da pobre coitada manicure, do mês retrasado. Ela vai virar para a infeliz Sra. que está sentada em frente de casa, quietinha, descansando as pernas, e começar a reclamar. A velha vai ouvir. A velha é quem espalha as fofocas.

Colocar as cadeiras de plástico – daquelas que abrem as pernas e quebram depois de um mês – na calçada e observar o movimento: bem vindo à Internet da terceira idade.

 

INTERNET É O CARAIO QRO MAIS É FOFOCA COM AS VÉIA DA RUA


Comentários




© 2013 brunoernica.com                                                    Ilustração por Zé Mário.                                             Programação por Bárbara.