22
04/11

Você trabalhou/estudou/sofreu no transporte público durante a semana e não consegue pensar em outra coisa, ao não ser num encontro. Um cinema, bar, balada, barzinho, motel ou para quem ainda acredita, um passeio no parque de mãos dadas, dando milho aos pombos, enquanto a música do pipoqueiro toca.

A agenda do telefone transforma-se numa bíblia e você só procura um salmo que combine com você. O ruim é quando tudo já virou prece, e poucos evangelhos sobram. Então disca-se o número do versículo e reza para que ele atenda e aceite sair. Que você tenha fé e que ele não tenha nada melhor pra fazer, e tudo dará certo.

Agora é a hora de escolher a roupa. Os vestidos esvoaçantes e a carruagem ficaram com as princesas da Disney, e o mais perto delas que você poderá chegar é se comprar um DVD. Aproveite para vestir uma roupa provocante, não biscate-da-noite, e não exagere no perfume. Muita coisa tende a dar errado com o alto índice de pessoas que tem problemas respiratórios e rinite alérgica.

Então é a hora de esperar ele chegar. E espera, assiste TV, ajeita a unha, arruma um pouco mais o cabelo, reforça a maquiagem (tentativas desesperadas de melhorar o que não tem mais jeito). Meia noite, a hora que a Cinderella do séc. XXI definitivamente descobre que vai ficar em casa, na internet, ou seja, no seu borralho. Os príncipes ficam bêbados vagando de bar em bar, pouco se fodendo pras princesas, pois as bruxas estão à solta e são mais fáceis

Tire a sua melhor roupa, lave o rosto, desça do salto e coloque o pijama. Não tem mais príncipe nem pretendente. Mas você ainda pode se divertir sentada em frente à TV, com um filme romântico na tela, enquanto come uma panela de brigadeiro feita com achocolatado e leite condensado vagabundo.

Pelo menos você pode se tranquilizar que a mocinha do filme não vai ficar com o galã. Ela só é uma puta que ganha muito bem por não fazer sexo em um filme. Você não faz sexo, nem filme, mas pelo menos não é puta.


1 comentário



  • nrodrigues

    Vc não existe.


© 2013 brunoernica.com                                                    Ilustração por Zé Mário.                                             Programação por Bárbara.